Campanha tenta incentivar participação da mulher nas eleições municipais 2016

Somente 10% do total de prefeitos são mulheres e apenas 12% vereadoras

O Tribunal Superior Eleitoral lançou a campanha Mulher na Política, para estimular a participação feminina nas eleições municipais de 2016 com propaganda veiculada em rádio e TV, conforme atualizações da minirreforma eleitoral.

“Mais do que cumprir cotas de gênero nas candidaturas, é preciso dar real efetividade a mecanismos legais no que se refere a esse assunto. É parte de um desafio cultural que envolve toda a sociedade brasileira”, afirmou o presidente do TSE.

Também foi lançada a  campanha Igualdade na Política que veiculará peças institucionais em emissoras de televisão, rádios e nas redes sociais, com a hashtag #mulheresnapolitica.

Incentivo a Participação de Mulheres na Política Municipal

 

Somente 10% do total de prefeitos são mulheres e apenas 12% vereadoras. Na Câmara, as mulheres ocupam hoje apenas 44 cadeiras das 513 existentes, no Senado elas são 13 entre 81 vagas.

A senadora Vanessa Grazziotin lembrou que a cota de 30% de candidaturas de mulheres prevista no ordenamento jurídico já desde 1995, não tem conseguido cumprir o seu papel: nas últimas eleições, as mulheres ocuparam apenas um décimo dos cargos eletivos, aproximadamente.

A Lei que prevê a cota não prevê punição caso o partido não a cumpra. “Com essa campanha podemos estimular o apoio que precisamos para garantir um maior número de mulheres no Parlamento”, observou Vanessa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*