Vereador comprava votos por cinquenta reais: R$25,00 antes e R$25,00 depois

A Justiça Eleitoral paulista condenou o vereador de Paraguaçu Paulista (SP), Onório Francisco Anhesim, em função de delito de compra de votos.

O vereador foi eleito nas eleições de 2012 pelo PSDB. O TRE considerou que haveria provas incontestes de que o vereador ofereceu R$ 25 a eleitores em troca de voto, contrariando a defesa do político de que não havia provas suficientes para condená-lo.

O Código Eleitoral prevê que é crime “dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita”.

A investigação da PF desvendou que a compra de votos ocorria em uma casa no Jardim Bela Vista, em Paraguaçu Paulista, às vésperas das eleições municipais.

 

Durante a investigação cinco eleitores confirmaram que venderam o voto. “Eles prometiam que pagariam R$ 25 antes da votação e se confirmada a votação, por meio dos dados das pessoas, eles dariam uma outra parcela de R$ 25. Ou seja foi oferecido R$ 50 em duas parcelas”, completou o promotor.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*